26 de setembro de 2011

Coroas em Porcelana: Caso clínico

Olá
Este caso clínico que apresento hoje teve autorização para divulgação. Mesmo assim nenhuma foto possibilita a identificação do paciente.
A linguagem utilizada neste post tem como foco o público leigo, ainda assim certamente constarão termos técnicos, assim, qualquer dúvida pode ser perguntada nos comentários do post.
A intenção é, além de divulgar o trabalho, mostrar que mesmo algo aparentemente simples como uma troca de coroas dentais tem diversas minúcias e detalhes a serem executados. Vamos lá:




Clique em "Mais informações" na linha de baixo:


Queixa principal do paciente: Desejava mudar 2 dentes para melhorar o sorriso.
Situação inicial:
Dentes 11 e 22 muito evidentes. Dentes 12 e 21: Coroas em resina. Para que ha entendimento entre o público leigo, na sequência de leitura se vê os seguintes dentes, na foto acima:
13 - 12 - 11 |  21 - 22 - 23

O paciente desejava trocar apenas as duas coroas "mais notáveis" digamos assim, dos dentes 11 e 22 (incisivos central do lado direito e lateral do lado esquerdo do paciente). Foi feito anamnese (tomada da história do paciente), radiografias, fotografias, modelos para estudo em gesso, tudo para chegar a um plano de tratamento condizente com a vontade do paciente e com seu aspecto clínico. Neste sorriso há, em sequência de leitura a partir do 12 (incisivo lateral do lado direito do paciente): Coroa em resina sobre raiz/núcleo metálico, 11: dente escurecido por tratamento de canal, 21: Coroa em resina sobre raiz/núcleo metálico, 22: Coroa em um tipo de resina restaurada com outro tipo de resina sobre raiz com canal tratado mas sem nenhum núcleo.
Assim inicialmente foi proposto coroas em porcelana nestes dentes, eu iria prepará-los e fazer uma boa coroa provisória, assim seria possível estudar a possibilidade de manter ou trocar os outros 2.
Assim foi feito, veja:

Coroas de transição feitas com resina bisacrílica "prensada" sobre os preparos dentais a partir de um molde encerado previamente. O provisório ficou bom até, o paciente gostou. Lembrei ao paciente que neste caso não haveria muito como rejuvenescer seu sorriso, já que havia duas coroas em resina no sorriso. Propus copiarmos a coroa do 21 (incisivo central lado esquerdo do paciente) que era bem pobre em detalhes. Incentivei o paciente a fazer as 4 coroas de uma vez, que assim ficaria mais bonito, mas ele insistiu pois o provisório se mostrava bem animador.
Passei as informações ao laboratório, inclusive o técnico em prótese dental veio pessoalmente ver o paciente para fazer a tomada de cor. Ele me apresentou o seguinte serviço:
Primeira tentativa: Coroas em porcelana apenas em 2 dentes. Não ficou legal.
Nem eu nem o paciente ficamos satisfeitos. Era bem evidente que ele queria algo bem melhor, e eu não me satisfaria também. Melhorou? Em vista do que estava, melhorou muito. Mas a expectativa era outra, de ambas as partes. Assim partimos para 4 coroas em porcelana, desta vez com toda liberdade para criar detalhes que tragam harmonia e juventude ao sorriso.
Assim passamos ainda por mais 2 jogos de provisórios, um em tom ligeiramente mais claro que seus dentes e outro bem mais claro. Fiz isso para mostrar que clarear demais um sorriso pode ser frustrante.
Vale um comentário aqui: Trabalhar bem os provisórios é fundamental para o sucesso. É nesta etapa que é possível mostrar ao paciente como o trabalho ficará, amenizando a expectativa para as coroas finais.
Assim, fizemos como segue:
Tomada de cor com os coppings em posição.
Coppings em posição. Coppings são sub-estruturas de uma coroa em porcelana. Eles são feitos para verificar o encaixe perfeito junto ao dente, bem como analizar espaço, opacidade, cor, etc. É nestes coppings que é adicionada a porcelana que dará as características finais ao dente.

Comparativo entre as coroas.

Coroas antes da cimentação.
Antes da cimentação.

Dia da prova das coroas novas.

Até este momento da prova das novas coroas foi feito:
- Provas de provisórios, como comentado.
- Moldagens, registros de mordida, relações faciais, fotografias.
- Prova dos coppings, conforme fotografado.

Então as coroas puderam ser "cimentadas" (aos leigos: cimentar é igual "colar", ok?). Veja:

O Técnico em Prótese Dental responsável pela parte laboratorial das 4 coroas cimentadas foi: Fernando Genari.
É isso. Qualquer dúvida estou à disposição. 
Forte abraço!




10 comentários:

Dr. Daniel Pegorini Alessi disse...

bonito trabalho colega,, faturou algum ai neh.ehhehehe ,.abraços.

Ricardo FP disse...

A remuneração é consequência... Sem ela seria impossível viver e trabalhar :)

Meu infinito particular disse...

Não gosto do meu sorriso, estou fazendo tratamento para corrigi-lo pois está torto e a mordida não é perfeita, a minha dentista me indicou aparelho até ai tudo bem fiz o raio-X, limpeza e tudo indicado por ela. Porém, tenho um dente da frente com um canal e recentemente quis trocar a restauração deste dente, mas não gostei do resultado, em menos de dois dias a resina rachou e não sei o que fazer, se troco de dentista e se troco por uma restauração de porcelana. Vi seu trabalho e achei perfeito. Parabéns. Acho que na minha cidade falta profissional realmente preparado assim como você.

Ricardo Ferreira de Paula disse...

Obrigado! Penso que toda pessoa deve seguir aquilo que é proposto pelo dentista em quem tem confiança. Se discordar é só conversar. Às vezes uma sugestão do paciente pode mudar o plano de tratamento como um todo. Boa sorte por aí!

Moduo Treinamentos disse...

Tenho urgência em colocar uma coroa, quanto tempo leva e qual o valor aproximado para uma coroa? att. Alexandre

Ricardo Ferreira de Paula disse...

Olá, já comecei e terminei no mesmo dia e já precisei demorar meses. Depende da situação na boca, dente, material, época do ano mais ou menos agitada nos laboratórios, etc. Entenda que começar e terminar no mesmo dia é uma situação muito especial em que eu deixo de atender outros pacientes para focar em um só, e isso exige um planejamento prévio, radiografias e exames prévios, algumas vezes fotografias e moldagens prévias... Todo tratamento é feito de forma séria e guiada pela necessidade do paciente. Pressa não deve guiar o tratamento.

Preço eu não comento sem examinar o paciente. Depende das mesmas variáveis apontadas

Ricardo Ferreira de Paula disse...

...depende das mesmas variáveis apontadas acima. Sugiro ligar e agendar um horário, 16 3761 3811.

Agradeço,

Ricardo.

Beto nero disse...

Tinha um dente com manchas minha dentista desgatou para colocar uma faceta, quando a mesma chegou ela cobria quase o dente todo, até as laterais, achei horrivel...questionei se isso não era uma coroa ela disse que nao, mas unca antes vi faceta que cobre as laterais, isso é normal?

Ricardo Ferreira de Paula disse...

Normal. Na verdade uma faceta cobre toda a frente do dente, laterais e a parte "de cima", que chamamos de incisal. Não entendi, você achou esteticamente horrível ou achou a atitude de desgastar o dente horrível? Em ambas situações você poderia ter entendido melhor o tratamento antes. Depois que está pronto fica complicado, não tem volta...

Josefa disse...

Quanto fica aproximadamente, um tratamento assim, pois preciso fazer isso. Grata.

Postar um comentário

Não se esqueça! Respeito sempre é bem vindo :)